Feliz 2009!

Desejo a todos os infernautas que visitam e prestigiam o site Boca do Inferno.Com um 2009 repleto de realizações! Muito sucesso e filmes de terror para todo mundo!

Abração!

Nathaly Andrian sempre foi amada pelos pais. Desde o berçário, era mimada e tratada como uma princesa em sua moradia, na cidade Albany, em Kentucky, Estados Unidos. Apesar do carinho da família, a partir dos 4 anos, passou a assumir um lado rebelde, principalmente quando entrou pela primeira vez numa igreja.
Quando seu cãozinho foi encontrado enforcado certa manhã, seus pais chegaram a acreditar na possibilidade de suicídio, já que o animal demonstrava tristeza desde que o pardal havia se afogado na privada de casa. No entanto, quando outros animais da vizinhança começaram a desaparecer, e descobriram dois acorrentados num banheiro de um edificío abandonado, com um terceiro aparentemente morto ao centro e uma mensagem na parede escrita em vermelho "Saw", perceberam que havia algo de errado naqueles olhos puros.
A situação se tornou mais alarmante quando Nathaly realizou um ritual de possessão com seu irmão mais novo, tentando passar sua alma para o de um boneco "Good Guy", mas foi interrompida quando nuvens negras surgiram no céu do bairro e os pais disseram que a colocariam de castigo caso o processo se concretizasse.
A vizinhança não acreditava na história que os pais contavam. Filha do demônio? Por quê? Ela simplesmente nasceu numa sexta-feira 13, numa encruzilhada à meia-noite, mas isso não tem nada de mais. Só porque ela havia colocado piercings nos bebês duma creche da cidade e planejava tatuar a palavra "Satan" nas costas? Ora, isso não quer dizer nada!
Quando ela completou seis anos, o inferno tomou conta daquela casa na Rua Elmo, número 13.666. Os pais passaram a obedecer a ordem da garota, que exigia o que queria para almoçar, jantar e ver na TV (ela adorava "Coragem, o Cão Covarde"). Foi assim durante boa parte daquele verão assustador, até que ela ouviu uma conversa da mãe com um tal de Padre Merrin, que dizia que iria visitá-la na próxima semana.
Na mesma semana, Nathaly resolveu agir. Trancou a família no banheiro, ligou o gás e deixou uma vela acesa...
A imagem acima foi tirada por um vizinho da garota, enquanto os bombeiros tentavam controlar a chama. Dizem que o fotógrafo se suicidou naquela mesma tarde.
Nathaly passou por diversos médicos especializados, até chegarem a conclusão que ela devia ser expulsa o país. A pequena foi adotada por uma família brasileira que mudou seu nome para "Nathalia Andrea".
A jovem, agora adolescente, aprendeu que precisaria fingir ser uma boa garota, ainda que tenha que continuar seus rituais secretos. Os animais foram poupados, os professores, não...



Agradecimento ao Blog Chongas, pela primeira imagem.

Um comentário de um "infernauta" a respeito do pedido de doações para o site, com a resposta logo abaixo.
"Vcs não vão gostar do meu comentário, mas vou dizer. Pedem ajuda pra manter o site no ar, mesmo sem terem condições. Veja bem, eu sou fã de terror, mas não gosto de contribuir com coisas que não me oferecem vantagens diretamente. Sim, é um site e eu gosto de ler as matérias, mas por que vcs não hospedam o site gratuitamente? Claro que o consumo de banda é enorme, mas usem a criatividade. Limitem a quantidade de usuários de maneira a não congestionar o servidor. Ou retirem do ar em determinados horários, por exemplo, de madrugada ou de manhã.O Brasil já possui muitos impostos e quase não recebemos nada de volta. Questões como saúde e escola pública são precárias. Obriga o cidadão a pagar por serviços que o governo deveria oferecer. A TV aberta sofre intervenção da censura(tadinhas das crianças, "tão" ingênuas) e já não mostra nenhum filme de terror e QUANDO aparece algum, não presta. E vcs ainda querem que paguemos mais coisa." (Anônimo)
Resposta:
"Desculpe, caro Anônimo, mas você não é fã de terror. E quanto a oferecer vantagens, imagino que um boa leitura de um artigo bem escrito possa oferecer a você uma boa vantagem, não? Se não, a negação que fiz no começo faz ainda mais sentido.
Não existe provedor gratuito que possa hospedar um site com o peso do Boca do Inferno. Tinhamos antes uma hospedagem do hpg, mas fomos obrigados a migrar quando o tamanho excedeu o limite e o site ficava fora do ar sempre que atingia o limite de visitas. Retirar o site do ar na madrugada? Seria uma solução tão absurda quanto aquelas que filmes clichês utilizam para justificar os atos dos vilões. Primeiro porque, acredito, que não exista provedor que faça isso; segundo, temos que respeitar os fãs noctívagos do site.
Você faz parte daquela quota de pessoas que citamos no artigo de pedido de ajuda: aqueles que reclamam demais e não fazem nada para ajudar. Se o governo não valoriza a saúde e a educação, o que você faz para mudar isso? Se a TV aberta não oferece filmes de terror de qualidade, o que você faz para melhorar isso? Eu te respondo: prefere fazer reclamações anônimas ao invés de contribuir com doações para instituições que necessitam ou lutar por melhores condições de saúde e educação. Lutar não é reclamar, é fazer algo que possa contribuir para a mudança.
Não queremos que vocês paguem mais coisa. Simplesmente, estamos pedindo uma colaboração que serve ao mesmo tempo para manter o site no ar como também para motivar os fãs do gênero a fazerem alguma coisa. Claro, isso não inclui você, certo?"

Hell Club

Simon Says (2)...

Mais uma leva de e-mails respondidos. Confira:

Nome = Felipe
Idade = 15
Cidade/Estado = São Paulo/SP
Comentário = Gostaria de saber se podia ajudar em alguma coisa no site ? sei lá como exemplo: pegar videos do filme ,imagens ou até divulgar o site no orkut. Se tiver algum meio de me ajudar por favor me respondam no meu e-mail . Podiar criar uma pagina no site de filmes de outros generos , como comédia e outros. Mais se nao tiver nada ver com o site entendo o nome ja diz "Boca do Inferno" Abraços

Mestre Infernauta: Toda ajuda é sempre bem-vinda, Felipe! Estamos sempre precisando de notícias sobre filmes, colaborações em outras seções como Curiosidades, Erros nos Filmes, etc...e muita divulgação, claro. Só não queremos ainda fazer seções para outros gêneros. Já temos o espaço "OffTopic", com publicações referentes a filmes de outros estilos.
Abraços...




Nome = Duda 13
Idade = 37
Cidade/Estado = São Paulo
Comentário = Gostaria de saber onde encontro uma locadora onde eu possa encontrar filmes antigos de terror, caso vc possa me indicar, desde já obrigado.

Mestre Infernauta: Boa pergunta, Duda. Se você quer fazer algo diferente pela sua locadora, que tal se especializar no terror, dividindo-a em seções como "Zumbis", "Assassinos em Série", "Fantasmas", "Monstros"...não seria legal?
Duda, a dica fica por conta dos velhos sebos. No centro de São Paulo, você consegue encontrar algumas pérolas se tiver paciência e muita sorte!




Nome = Werner Michel
Idade = 24
Cidade/Estado = Pelotas
Comentário = Como faço pra inserir meu filme trash aqui?

Mestre Infernauta: Se você já tiver o filme pronto, basta enviar uma cópia para nós, além de um e-mail com informações técnicas e tudo mais. Pronto. A página estará no ar...e ainda você pode ainda acabar tendo uma resenha ou artigo no site, comentando sua obra. Ano que vem, pretendemos fazer um concurso oficial de filmes de terror brasileiros amadores ou semi-profissionais, com o vencedor conseguindo uma exibição na "Mostra Curta Fantástico" e em outros festivais.




Nome = jeferson g silva
Idade = 20
Cidade/Estado = paulista-pe
Comentário = queria saber se voces tem aí a lista dos filmes que foram exibidos no cine sinistro na band

Mestre Infernauta: Jeferson, na nossa comunidade no orkut você pode encontrar essa lista e até alguns comentários dos fãs desses saudosos programas.




Nome = Leopoldo de Macedo
Idade = 23
Cidade/Estado = Fortaleza-Ce
Comentário = Olá!!!!Equipe do site Boca do Inferno, no meu caso é um dúvidade que me persegue à bastante tempo. Há mais de dois anos pesquiso um filme que passava nas tardes do sbt, da década de 80, contando a história de mortos-vivos em época de dia das bruxas e focava um romance entre uma colegial, a única morta-viva "humana" e um jovem que fazia parte do grupo que trouxe esses mortos de volta. Quero muito saber o nome desse filme e estaria realizado se vocês me respondessem. Abraços!!!

Mestre Infernauta: Leopoldo, todo mundo pergunta desse filme. Ele se chama "The Midnight Hour" ou "A Hora do Terror". Falta uma ficha dele no site, além de um bom artigo. Vamos providenciar, pode deixar!




Nome = Hiago
Idade = 16
Cidade/Estado = osorio
Comentário = ow, akela galeria ou listagem de filmes no lado esquerodo do site..é atualizado? "filmes novos"

Mestre Infernauta: Tentamos sempre manter a seção atualizada, deixado essa "listagem" para exibir filmes ainda não lançados em DVD ou nos cinemas. Às vezes, por problema de tempo, acabamos deixando alguns filmes já lançados nessa lista - o que acaba sempre servindo de referência aos infernautas que não consultam o catálogo.



Nome = Julio Cesar Iannotta Junior
Idade = 24
Cidade/Estado = Belo Horizonte Minas Gerais
Comentário = É o Melhor Site que existe sobre filmes do cinema fantastico, Sou fã de filmes de suspense e terror mas não encontrava um site "tão" completo sobre esse universo surreal. Abraços. Fui

Mestre Infernauta: Valeu, Julio! Pelo menos na América Latina é o maior site do gênero, com toda certeza. Mas, estamos nos esforçando para tentar conquistar o mundo. E para isso precisamos contar com o apoio das pessoas que o prestigiam! Grande abraço...




Nome = Davi Mercatelli
Idade = 18
Cidade/Estado = SP
Comentário = Façam, por favor, um artigo sobre o filme Vermes Malditos...

Mestre Infernauta: Você deve estar se referindo ao divertido "Ataque dos Vermes Malditos", certo? Anotamos o seu pedido. Seria interessante, inclusive, um dossiê sobre toda a franquia, incluindo a série de TV, não acha?




Nome = vanderlei
Idade = 36
Cidade/Estado = são paulo/sp
Comentário = olá caros infernautas,sou fã do texas chainsaw massacre(1974) e li as curiosidades sobre o filme e o que mais me chamou a atenção foi sobre os fabricantes de ferramentas que queriam saber que marca era a motosserra do filme e descobri que é uma antiga poulan 245A no próprio site da poulan sobre suas antigas máquinas....bom acho que já falei demais....saudações infernais !!!

Mestre Infernauta: Ótima pesquisa, Vanderleatherface! Agora, só é preciso saber usá-la adequadamente através de um cursinho com a família. Se quiser ajudar...hehehe


Para enviar sua dúvida, use o Cadastro Boca...


Depois do espetacular "I Know What You Did Last Summer", quando tivemos muitas respostas e surpresas, era de se esperar que a sua continuação mantivesse ou superasse o nível apresentado. Na última quinta-feira, foi exibido a segunda parte dessa batalha entre demônios e anjos chamada "Heaven and Hell", mas com um conteúdo bastante inferior ao restante da temporada - por mais incrível que pareça.

Dirigido por J. Miller Tobin, a partir de um roteiro do próprio criador do seriado, Eric Kripke, "Heaven and Hell" começa exatamente onde o anterior terminou. Os anjos Castiel e Uriel enfrentando os irmãos Winchester com o intuito de matar Anna Milton, a garota que consegue ouvir a "rádio-anjo". Segundo os celestiais, se ela caisse em mãos erradas, poderia servir de ferramenta para os demônios entenderem as reações angelicais e se prevenir de seus atos. Sam e Dean não deixaram por menos e resolveram enfrentá-los numa luta totalmente desigual - ainda que Ruby esteja lá para defender seus garotos -, sendo salvos por um estranho ritual realizado por Anna, que conseguiu mandá-los para longe.

Com o término desse confronto inicial, os irmãos entram em contato com Pamela Barnes (Traci Dinwiddie), a poderosa vidente que havia ficado cega no começo da temporada. Após uma experiência de hipnose, descobrimos o que Anna Milton tem de especial: ela era um anjo que, por motivos "humanos", resolveu perder "sua Graça" literalmente. Sim, isso mesmo. Além de não terem nem fazerem sexo, nem demonstrarem emoções, os anjos possuem uma "Graça" - algo que os diferem totalmente dos seres humanos e os tornam criaturas divinas. Que meigo! Cabe aos irmãos buscarem essa "graça", enquanto defendem a garota dos anjos e demônios que aindam insistem em capturá-la.

A questão maior do episódio é: de que lado você ficaria se anjos e demônios estivessem atrás de você? A partir dessa idéia, o grupo de heróis ainda consegue convocar mais um personagem dessa temporada: o temível Alastair. Ruby tenta negociar com o demônio, mas este prefere torturá-la para descobrir o que interessa. Tudo parece plausível, mas soa ridículo quando você descobre quais são os planos de Sam e Dean (Godzilla e Mothra??) para defender Anna. Eles contam muito com a sorte em "Heaven and Hell", principalmente na tentativa quase suicida de colocar anjos e demônios para se confrontar.

Com mais um momento sensual gratuito (desta vez, protagonizado por Dean), o episódio deixou de lado as explicações mais importantes e partiu para as cenas de ação literalmente, contrariando o tom cadenciado do capítulo anterior. Entre as grandes novidades, descobrimos que Sam pode, sim, exorcizar Alastair e terá que fazer isso muito em breve, mesmo que tenha que enfrentar a fúria dos anjos; e a triste lembrança de Dean em seu longo (e bota longo nisso) martírio nas profundezas infernais - com destaque para seus atos imperdoáveis em sua estada no novo ambiente (o que justifica a sua contaminação com a doença fantasmagórica. Lembra?).

"Heaven and Hell" não é um episódio ruim, mas decepciona pela queda do ritmo da ótima temporada, e pelos planos absurdos realizados pelos irmãos. Ainda assim, é triste saber que só teremos um novo episódio em 15 de janeiro de 2009, quando a série retornar de suas férias. Bom, até lá vale a pena rever o que de melhor aconteceu nessa quarta temporada! Até o próximo ano...


Baseado no remake de "Quadrilha de Sádicos", você confere o jogo "The Hills Have Eyes", mais um selecionado pela "Boca do Inferno"!

No jogo, você está numa mina abandonada, com diversos mutantes a espreita. Com um espingarda, uma lanterna e um mapa, você deve explorar os ambientes escuros em busca de uma saída daquele inferno!

Para jogar, basta usar as setinhas e o mouse. O jogo é no estilo "Doom", ou seja, com ação em primeira pessoa. Use o mapa para identificar os locais onde se encontram os itens a serem procurados. Se demorar muito, a bateria da lanterna acabará e você ficará na total escuridão, o que não é uma boa coisa num lugar sinistro como esse.

Um tiro bem dado liquida o mutante. Mas, se mirar errado, pode ser necessário até dois tiros. Não permita que eles se aproximem muito, pois um simples ataque é fatal.





O nono episódio da quarta temporada de "Supernatural" trouxe de volta com força total a mitologia da série, apresentou boas novidades e tapou vários buracos através de respostas às principais dúvidas dos fãs. Dirigido por Charles Beeson, a partir de um roteiro de Sera Gamble, "I Know What You Did Last Summer" - referência bem interessante àquele filme da geração "Pânico" -, introduz uma nova personagem: Anna Milton (Julie McNiven), uma jovem que tem o dom de ouvir anjos e que, por causa disso, tem muito valor para ambos os lados. Os demônios a querem como um disk-Anjo (como brinca Dean), e os anjos a querem morta pois ela sabe demais.
Começa num manicômio, com a jovem contando para uma psicóloga (Gwynyth Walsh) que suas vozes alertam para a chegada do Apocalipse, através do demônio Lilith, que pretende destruir 66 selos e trazer Lúcifer de volta do Inferno. Depois que consegue fugir do lugar, ela acaba sendo encontrada por Dean e Sam, graças a ajuda de Ruby, mas o encontro acaba sendo interrompido pela apresentação de um novo vilão: Alastair - um demônio extremamente poderoso, que não pode ser exorcizado por Sam e nem morto pelo punhal.
Muita informação? Pois o episódio ainda surpreende contando alguns detalhes ocorridos depois que Sam enterrou Dean, cerca de 6 meses atrás - daí o nome do episódio. Sam é obrigado a revelar o que aconteceu durante a ausência de Dean, porque este ainda não confia em Ruby. O que ficamos sabendo, então, com a narrativa de Sam?

- Depois de enterrar o irmão, Sam entrou em contato com um demônio querendo realizar um pacto que pudesse trocá-lo de lugar com Dean. Com a negativa do demônio, ele foi obrigado a matá-lo.

- Vemos o primeiro encontro entre Sam e Ruby, quando esta ainda possuia um outro corpo - de uma secretária. Sam obrigou-a libertá-la e buscar um corpo que fosse realmente passível de ser possuído. Ruby entrou então no corpo de uma jovem desconhecida que tinha acabado de falecer depois de passar um tempo em coma.

- Ruby ensinou Sam a usar o poder de exorcismo, apesar de que nunca fica claro como ela sabia que ele seria capaz de fazer isso.

- Ela também salvou Sam algumas vezes, quando este caçava Lilith para vingar a morte do irmão. Sorte dele não ter conseguido matá-la, pois Dean não retornaria.

- Ruby e Sam também se entregaram a um relacionamento depois que ela provou para ele que escapara do Inferno por gostar dele. Numa cena extremamente caliente para o personagem, algo não muito comum na série.

Como primeira parte de um episódio duplo, "I Know What You Did Last Summer" surge com muita velocidade, trazendo informações aos fãs, num ritmo que nunca deixa de ser interessante. Tranquilamente o melhor episódio da quarta temporada até o momento. E o próximo promete...


Imagine-se diante de um fonte dos desejos. Bastaria apenas uma moedinha para o seu maior sonho se tornar realidade. Agora o que aconteceria se muitas pessoas soubessem da existência dessa mesma fonte e resolvem realizar seus todos os seus maiores sonhos? No filme estrelado por Jim Carrey, "O Todo-Poderoso", o famoso comediante de Hollywood adquire todos os poderes divinos e resolve atender a todas orações. O resultado não poderia ser diferente: caos. Com o mesmo argumento o episódio oitavo da quarta temporada de "Supernatural" apresenta uma cidade em conflito de realização de desejos. Trata-se do bonzinho "Wishful Thinking", que traz no elenco Anita Brown (atriz bonita, mas que participa apenas de séries de TV) e Ted Raimi (irmão do consagrado diretor Sam Raimi), entre outros.


Dirigido por Robert Singer (que já produziu e dirigiu diversos episódios da série, como o recente "Monster Movie"), a partir de um roteiro de seu parceiro de costume, Ben Edlund, o episódio começa com o banho de uma garota num vestiário feminino, sendo observado por uma figura pálida. Apesar da brancura da pele, o garoto-espião não é um fantasma, ele apenas está invisível, dando uma de voyeur. Com o susto da garota sendo destaque nos jornais (?!!!?), Sam e Dean vão à cidade em busca de novas pistas desse provável espírito vingativo. Durante a conversa com a vítima, Sam estranha o fato de um homem feio (Ted Raimi, claro) estar no local aos beijos e braços com uma linda garota (Anita Brown). A situação torna-se mais complicada quando uma testemunha acredita ter visto o pé-grande na região - mas, trata-se de algo mais grotesco e bizarro, como eles logo irão descobrir.


No pano de fundo de "Wishful Thinking", Sam tenta a todo modo saber se o irmão realmente esqueceu de sua passagem pelo inferno. Não que isso vá influenciar alguma coisa na mitologia do seriado, mas traz um peso dramático se você levar em consideração que os sofrimentos dele duraram meses. Sem anjo algum, sem Lilith, com uma boa carga de humor, e cenas divertidas (Dean apanhando de um menino? Médico de ursinhos?), temos mais um bom epísódio da série.







A "Mostra Curta Fantástico 3" está sendo realizada desde ontem até dia 16, em diversos espaços alternativos em São Paulo. São mais de 150 filmes interessantes - muitos nem chegarão ao circuito comercial - de diversos países, com temáticas voltadas ao terror, à ficção científica e à fantasia.



O Boca do Inferno está fazendo a curadoria de duas sessões (uma foi realizada hoje, e outra acontecerá no próximo domingo, na Vila Mariana).


Apesar do tempo ruim em São Paulo e do difícil acesso à "Biblioteca Roberto Santos", eu imaginava que poderia não haver nenhuma alma viva para conferir às produções. No entanto, apareceram 16 pessoas para curtir "Mistério na Colônia", de Felipe M.Guerra, e "Era dos Mortos", de Rodrigo Brandão. Ainda assim cabe uma bronca aos fãs do gênero (com um tom mais informal):



Com exceção daqueles que moram em outros estados ou que possuem problemas justificáveis, faço a pergunta: vocês estão esperando o quê para começar a prestigiar eventos desse tipo? Quando não tem, reclama. Quando estréia um filme de terror brasileiro nos cinemas ("Encarnação do Demônio") em sua cidade, não vão ver.



Na sala de cinema da "Biblioteca Roberto Santos", por exemplo, estão sendo exibidos diversos clássicos do gênero, como "O Iluminado" e "Os Outros", além de produções como "[REC]" , "Gosto de Sangue", "Bebê de Rosemary", mas cadê os fãs do terror?


Os presentes na "Mostra" de hoje não eram, em sua maioria, fãs de terror. Eram curiosos, pessoas que curtem cinema em geral, além de uma juventude interessada em conferir filmes gratuitos. Eles riram (com as palhaçadas de Luciano Huck), se assustaram (com os mortos de Rodrigo Brandão) e deixaram evidente o interessem em assistir a mais filmes.

De todo modo, foi uma boa experiência conhecer os responsáveis pelo evento, e, mais uma vez, acompanhar a reação do público em geral.

Espero que para as próximas sessões os infernautas resolvam participar e incentivar a realização de novos eventos como esse.

Estarei hoje na "Biblioteca Roberto Santos", no Ipiranga, na Rua Cisplatina, a partir das 16 horas, para a exibição da Seleção Curtas Boca do Inferno. Exibirei dois filmes "Mistério na Colônia", de Felipe M.Guerra, com Luciano Huck no elenco; e o média-metragem "Era dos Mortos", de Rodrigo Brandão.
Aproveitarei para tirar fotos e vender Revistas Boca do Inferno!
Para maiores informações:
Conto com a participação de vocês!


As séries de terror sempre fazem um especial de Halloween, na proximidade da data. Os episódios, geralmente, são diferentes e criativos, envolvendo sempre alguma bruxaria que transforma máscaras em pesadelos reais ou criaturas que não são distinguidas entre as pessoas que comemoram a data. No caso de "Supernatural", uma série que basicamente traz em seu repertório semanário monstros e fantasmas, podemos dizer que todo episódio é Halloween.

No entanto, faltava no seriado um episódio que fosse realmente dedicado ao Dia das Bruxas, envolvendo alguma tradição e lenda de costume nessa época. Coube a Julie Siege desenvolver algo no gênero, deixando a direção a cargo do experiente Charles Beeson - que já comandou outros episódios da série. Assim, "It's the Great Pumpkin, Sam Winchester" foi exibido na TV no dia 30 de outubro, conseguindo uma boa avaliação dos telespectadores e críticos. Na trama, os irmãos Winchester resolvem investigar a estranha morte de um pai que, depois de atacar alguns docinhos de "trick or treat", acaba engolindo lâminas. Ao pesquisar o local, eles descobrem um saquinho de maldição escondido, o que evidencia a participação de alguma bruxa. Uma busca nos livros e internet traz a provável solução para o mistério: alguém pretende realizar três sacrifícios e assim trazer de volta o espírito de Samhain, o deus celta dos mortos, uma entidade que - acreditavam - possuia os corpos dos mortos, trazendo-os à vida, até o dia 31 de outubro - data em que se comemora o Halloween.

Na mitologia da série, tal acontecimento está relacionado à quebra de um dos 66 selos que podem trazer Lúcifer para a terra. Devido à seriedade da situação, entra em cena o anjo Castiel, em sua primeira aparição para Sam (que, até então, considerava os anjos como seres celestiais, de alma pura e bondosa), acompanhado de uma figura assustadora: Uriel, um anjo responsável, vamos dizer, por limpar a sujeira. De ar arrogante, ele é capaz de varrer uma cidade inteira do mapa para evitar catástrofes para a humanidade. Ambos, pedem aos irmãos que saiam da cidade, pois o local será completamente destruído e tal ato impedirá o renascimento de Samhain e a quebra do selo. Claro que, para os irmãos, a morte de milhares de pessoas uma cidade não é algo que a dupla quer para a consciência; seria muito mais fácil tentar liquidar a bruxa antes do terceiro sacrifício e evitar a morte de inocentes. Assim, o confronto de ideais torna-se inevitável.

O sétimo episódio da quarta temporada foi interessante. Além de apresentar algumas informações importantes para a série (mais uma vez, as atitudes de Sam são questionadas), o episódio fez referência à origem do Halloween - às máscaras que escondem as pessoas de Samhain -, e teve momentos de humor moderados, como aquele encontro com o garotinho astronauta. Se por um lado é intrigante a presença dos irmãos no local, depois de uma morte que poderia ser relacionada a um assassinato comum, por outro, a presença de um inimigo que alterna o seu grau de dificuldade (por que Sam foi atingido pela bruxa, mas não é afetado por um demônio?) chega a decepcionar.

Os mortos-vivos também mereciam um destaque maior nesse episódio - talvez, o momento mais esperado pelos fãs do gênero poderia ser aquele que acontece num mausoléu, mas a cena é cortada para um confronto mais importante, mas menos empolgante.

Ainda assim, podemos considerar "It's the Great Pumpkin, Sam Winchester" como mais um dos bons episódios de uma ótima temporada, com uma bela homenagem à data, e mais uma vez a preparação para o duelo final...




Quer matar o tempo? E alguns zumbis?

A dica é o game de horror, ZOMBIE HOLE, um joguinho em flash em que você é o herói de uma cidade devastada por uma horda de zumbis. Como a provável última esperança da terra, você é a lenda que terá que atirar em tudo o que se move para encontrar um meio de acabar com essas criaturas sedentas pela sua carne.

Ouvindo o noticário, você fica chocado ao ver a jornalista anunciar uma tragédia apocalíptica, pouco tempo antes de perde a cabeça. Decidido a buscar ajuda de um professor, você segue pelas ruas da cidade, a princípio com apenas uma pistola, atirando e desmembrando zumbis, caçando novas armas, invadindo lugares...

Os gráficos são bem simples, mas eficientes para a proposta. Divirta-se arrancando braços e pernas, enquanto caminha por uma cidade abandonada e destruída, usando as teclas W A S D e o mouse.

Quer jogar, clique aqui!

Bom divertimento!

O Transtorno de Ansiedade, a Síndrome do Pânico, as Fobias específicas,...enfim, são doenças psíquicas graves que dificilmente são levadas a sério. Quem sofre de alguns desses males sabe o quanto se torna difícil se relacionar com as pessoas, viver em sociedade ou conviver com determinadas emoções. Sempre estão relacionadas com algum trauma, alguma decepção, falta de perspectiva sobre alguma coisa, mas sempre têm como sintoma mais visível o MEDO. Há cerca de três anos, quando enfrentei algumas dificuldades financeiras associadas a uns problemas no emprego, fui vítima do Transtorno de Ansiedade e, depois, da Síndrome do Pânico. Por diversas vezes, fui levado ao médico às pressas, acreditando estar prestes a ter um ataque cardíaco; tive que me ausentar de eventos e até salas de cinema nos momentos de crise extrema. É um mal que deve ser tratado com medicamentos e terapia, mas, também (e principalmente) com respeito pelas pessoas que convivem com alguém nesse estado.

No episódio "Yellow Fever", o sexto episódio da série "Supernatural", o medo e a ansiedade são apresentados de forma sobrenatural e cômica, quando Dean, acometido por uma doença fantasmagórica, passa a temer tudo e todos. Logo na cena inicial, vemos Dean fugindo do que parecem ser os "cães do inferno", mas depois é revelado como apenas uma cadela yorkshire. Dois dias antes, vemos os irmãos rumando para mais um mistério: algumas pessoas estão literalmente morrendo de medo numa pequena cidade do Colorado. Atestados como vítimas de ataque cardíaco, essas pessoas, outrora saudáveis, são sempre encontradas com estranhas feridas na pele. Durante a autópsia, revela-se a condição normal dos órgãos, quando Dean é obrigado a segurar um coração, o que, aparentemente (leia mais no final do texto), gera a contaminação da tal doença do episódio. Pesquisando a relação entre as vítimas, os irmãos descobrem uma fábrica onde vive um espírito vingativo que amaldiçoa as pessoas que têm contato com ele, e são obrigados a correr contra o tempo para evitar que Dean tenha um enfarte nas próximas horas.

"Yellow Fever" é um episódio divertidíssimo, graças, mais uma vez, à atuação carismática de Jensen Ackles. É hilário acompanhar as "crises" de Dean, quando ele precisa enfrentar situações comuns para os irmãos como fingir uma identidade falsa, invadir lugares assombrados, encarar animais peçonhentos e fantasmas. Num dos momentos mais engraçados do episódio, Dean solta um grito estridente quando um gato surge num armário durante uma investigação, deixando Sam boquiaberto. Em outro, ele canta e interpreta "Eye of the Tiger", da banda Survivor, até ser incomodado por Sam - momento que mereceu até destaque durante os créditos, mostrando o talento do ator em divertir o elenco.


Mantendo a mitologia da temporada em pauta, principalmente quando Dean tem uma visão assustadora do irmão com os olhos amarelos (daí o título do episódio), e também quando surge a pequena Lilith para assustar o rapaz e acelerar seu sofrimento, o episódio deixa no ar o real motivo da contaminação de Dean. Segundo Lilith, "você sabe o porquê. Escute seu coração". De acordo com algumas informações reveladas na internet, trata-se de um segredo que Dean esconde e será revelado apenas no décimo episódio dessa temporada.

Até o momento, no sexto episódio, podemos dizer que a série "Supernatural" está com uma ótima qualidade. Roteiros inteligentes e divertidos, a volta da bela trilha sonora, e a sensação perturbadora de um perigo maior prestes a acontecer. O difícil é manter a ansiedade até a exibição do próximo, um especial do "Halloween".


The Cycle (2008. EUA) - Direção e Roteiro: Michael Bafaro. Elenco: Daryl Hannah, Leah Gibson, Jeb Beach
Uma produção que recicla todo o gênero e deixa a sensação de deja vu a cada cena. Vejamos: três irmãos (A Casa de Cera) com problemas físicos e psicológicos causados por uma intoxicação da água (Viagem Maldita), trabalham num posto de gasolina (A Casa de Cera, Pânico na Floresta), e, de vez em quando, se vingam das pessoas desavisadas que se aproximam da região. Um grupo de jovens estudantes entram na mata para fazer uma pesquisa (tantos filmes) e são caçados um a um. A Daryl Hannah atua como Carrie, uma mulher que está em busca do marido desaparecido na região (mais outros milhares de filmes)...todos se confrontam durante pouco menos de uma hora e meia. Sem cenas chocantes ou novidades no gênero, possui um elenco esforçado e é menos confuso que o trabalho anterior de Michael Bafaro, "11:11 - A Nova Profecia". ***

Alone in the Dark 2 (2008. EUA) - Direção e Roteiro: Michael Roesch e Peter Scheerer. Elenco: Rick Yune, Lance Henriksen, Danny Trejo, Bill Moseley
O primeiro filme foi uma porcaria tremenda, daquelas que você só recomenda para a sogra, mas, pelo menos, tentava (bem pouco, claro) se espelhar nos games ao transformar o personagem de Christian Slater no protagonista Edward Carnby. Quando anunciaram a seqüência, sem a direção de Uwe Boll, surgiu uma certa esperança, até mesmo porque eu (sim, só eu) gostei de "House of the Dead 2". No entanto, depois de 88 minutos, a primeira reação de qualquer pessoa será voltar o filme para o começo para ver se o título é realmente "Alone in the Dark 2". E o pior: é esse mesmo. Com um elenco interessante, era de se esperar alguma coisa "assistível", mas não. O longa é terrivelmente ruim, conseguindo ser pior até mesmo do que o original. Todo o elenco está perdido numa história chupada da trilogia das mães, de Dario Argento. Bruxaria, punhal poderoso, manifestação de fantasmas, doença na pele....muitas idéias para pouco conteúdo. E ainda por cima tem um protagonista totalmente fora do enredo, que afasta qualquer possibilidade de carisma. Enfim, passem longe... *

Os Estranhos (The Strangers, 2008. EUA) - Direção e Roteiro: Bryan Bertino. Elenco: Scott Speedman, Liv Tyler
Eu e o Gabriel Paixão somos os únicos no mundo que não gostamos de "Violência Gratuita". Considerado cult, refeito recentemente, o longa tenta passar uma mensagem sobre a violência sem motivo do mundo atual, que sai da TV e invade nossos lares. O problema, na minha opinião, é o tom de humor, a "cara bonitinha" dos protagonistas (tudo bem, eu sei que a violência não tem rosto, mas...), as cenas longas e sem sentido, enfim. Agora, assistam "Os Estranhos". Este filme, sim, deixa o espectador sem fôlego, com suas cenas de pavor genuínos, sem excessos, sem exageros, trabalhando apenas com a escuridão e o sons que incomodam e transformam os vilões em fantasmas. Coloquem-se no lugar do casal, sozinhos, aterrorizados por três figuras sinistras que não dizem porque estão lá, apenas querem perturbar, causar terror...Ainda que os fãs do gênero irão questionar a falta de violência ou sangue (muitos já fizeram isso), tente lembrar da época em que existia terror sugerido. Outra sugestão do gênero é o francês/romeno "Eles", que também segue o mesmo estilo. ****

The Midnight Meat Train (2008. EUA) - Direção: Ryuhei Kitamura. Roteiro: Jeff Buhler, baseado num conto de Clive Barker. Elenco: Bradley Cooper, Brooke Shields, Leslie Bibb
Filmaço. Mesmo com seus efeitos computadorizados, possui uma direção impecável, uma fotografia maravilhosa, e uma história de terror original, diferente de tudo o que já fora mostrado no gênero. O filme tem tudo para ser uma das melhores produções do ano, com sua violência gráfica extrema e com um dos vilões mais frios e assustadores já vistos no cinema. Você só lembrará que se trata de um conto de Clive Barker nos minutos finais, surpreendentes. Nada mais para acrescentar ao artigo de Felipe M.Guerra. Imperdível. ****


Rovdyr (2008. Noruega). Direção: Patrik Syversen. Roteiro: Patrik Syversen e Nini Bull Robsahm. Elenco: Kristina Leganger Aaserud e Janne Beate Bønes
O primeiro slasher norueguês, "Presos no Gelo", é bem interessante, apesar das semelhanças com outras produções, possuia um clima assustador. Agora, "Rovdyr" é basicamente uma cópia carbono de diversas produções americanas, o que é uma pena já que a cultura e a linguagem são diferentes. Grupo de amigos numa kombi dá carona a uma garota assustada, depois de ter presenciado a morte dos amigos. O primeiro que disser "O Massacre..." leva uma facada. Depois, os amigos passam a fazer parte dos jogos sangrentos e mortais dos vilões que gritam pela floresta enquanto caçam suas presas. Deja vu? Com cenas de violência mais contidas, o longa deixa a sensação de filme já visto antes - o que é uma pena.... **

Bloodlines (2007. EUA). Direção: Stephen Durham e Masao Kingi. Roteiro: Stephen Durham e Tricia Liebegott. Elenco: Grace Johnston, Tracy Kay e Jason Padgett.
Lembra do filme "Roubando Vidas"? Se você ficou por alguns segundos chocado com a facada na barriga falsa da grávida, fico imagino qual será sua reação durante a cena inicial, quando uma jovem fizer o mesmo, mas numa barriga "de verdade". Tirando essa cena chocante do início, temos mais um filme que comprova a falta de originalidade dos americanos. Família deformada quer um herdeiro. Passa então a sequestrar garotas incautas para participar de um processo de seleção, que inclui rixa entre as escolhidas, entre outras torturas físicas e psicológicas. Muito ruim. Além de copiar outras centenas de produções do gênero, o filme ainda inclui os gritinhos a la "three fingers" e um final tão ruim e absurdo que dá vontade de terminar o serviço dos vilões. E os efeitos de maquiagem são tão medonhos que você fica esperando a máscara cair a qualquer momento....fujam... *


Depois que uma série alcança sua terceira temporada e conquista uma legião de admiradores pelo mundo, é comum os produtores investirem em episódios que fogem do padrão comum do seriado, apostando na criatividade e no bom humor para desenvolver suas histórias. Quando isso acontece, nota-se a tranquilidade dos realizadores, que trabalham o roteiro do modo como querem, podendo fugir do "arroz com feijão" sem medo de comprometer a qualidade do que está sendo visto. Em "Buffy", tivemos bons episódios que seguiam esse estilo. Por exemplo, o episódio musical "Once More, with Feeling" (em que todo elenco demonstrou talento na voz) e até mesmo aquele centrado na morte de um personagem querido (The Body) ou até mesmo focado num coadjuvante (Xander, em "The Zeppo")

"Supernatural" já tinha feito isto antes, no episódio clássico "Ghostfacers", da terceira anterior, quando teve como ponto principal uma equipe de caçadores de fantasmas realizando um programa de TV, investigando maldições e mistérios não-solucionados. Numa espécie de "spinoff", o episódio apresentava os irmãos Sam e Dean como apenas meros observadores da ação principal, enquanto seguia no formato de uma série nova, com abertura e pequenas chamadas sempre que voltava dos comerciais.

No quinto episódio da quarta temporada, intitulado "Monster Movie", mais uma vez a criatividade foi a aposta dos realizadores, pois o roteirista Ben Edlund (que inclusive roteirizou e produziu episódios criativos de outras séries como "Angel") resolveu homenagear os filmes de monstros clássicos da "Universal", da década de 20,30 e 40, como "O Lobisomem" (1941), "Dracula" (1931) e "A Múmia" (1932), além de fazer uma breve referência a "Frankenstein" (1931) e até "O Fantasma da Ópera" (1925). Com uma belíssima fotografia em preto-e-branco (aliás, um recurso que devia ser explorado mais vezes no cinema nos filmes de terror), o episódio foge completamente da mitologia da temporada, deixando de lado todo o drama dos quatro primeiros, para mostrar Sam e Dean como antigamente, trabalhando em conjunto para enfrentar um mistério em alguma região da América.

Desta vez, a ação acontece na Pensylvania (não podia ser Transilvânia), durante o famoso festival Oktoberfest, com a dupla investigando um caso envolvendo feridas no pescoço de uma jovem. Segundo as testemunhas, a garota teria sido atacada por um indivíduo "fantasiado" de Drácula (Todd Stashwick, que já fez outras criaturas em séries como "Buffy", "Angel", etc), inclusive com atos de intepretação do personagem durante o ataque. Parecia ser apenas mais um caso de vampirismo para os irmãos Winchester, mas logo novos corpos foram surgindo, trazendo evidências de que outras criaturas famosas do gênero estariam atuando na região.

"Monster Movie" possui bons momentos de entretenimento, principalmente para os mais saudosistas, e traz um certo alívio ao ver os irmãos novamente em ação, como nos velhos tempos. É muito bom ver Dean paquerando, enquanto Sam se mantém focado apenas no caso, como aconteceu por diversas vezes na série. Por outro lado, alguns equívocos podem influenciar na avaliação do episódio e precisam ser destacados.Primeiramente, um dos problemas do episódio vem exatamente no contraste em trabalhar com monstros sagrados e usar fotografia em preto-e-branco, mas mantendo a qualidade técnica de direção e efeitos especiais. Teria sido muito melhor se "Monster Movie" também fosse mal feito, com efeitos toscos e edição confusa, como muitos filmes da década de 30 eram. Apenas os créditos de abertura mantiveram o clima da época, além de alguns posicionamentos da câmera (como os zooms exagerados), o que não justifica o episódio inteiro ser preto-e-branco - ainda que a expressão "preto-e-branco" também possa significar "mais do mesmo".

Outra falha que os fãs podem notar está no fato de Dean não ter percebido a menção ao Jonathan Harker (personagem da história de "Drácula"), ficando a cargo de Sam a descoberta. Ora, durante toda a série, Dean sempre foi a referência aos clássicos do gênero, remetendo seus comentários a filmes e personagens conhecidos, e não Sam. Também é de estranhar a dupla não ter notado uma coincidência em relação ao nome da atendende, Lucy, outro nome da clássica história.

E a conclusão também deixou a desejar. O confronto com o vilão poderia ter sido melhor realizado, utilizando até mesmo outras referências aos duelos clássicos do cinema. As produções clássicas podiam ter defeitos em sua realização, mas sempre caprichavam no duelo final, entre os mocinhos e o vilão.

Ainda assim, "Monster Movie" é um bom episódio, divertido e nostálgico. Ver os agentes Angus e Young em ação, o Drácula pedir pizza, e as citações a "Abbott e Costello" e seus encontros, "Porkys 2" e ao novo "Indiana Jones" farão a conferida valer muito a pena.

Sempre recebemos e-mails repletos de elogios dos nossos queridos infernautas! São mensagens assim que fazem com que ele se mantenha vivo, apesar das dificuldades financeiras e dos problemas relacionados à falta de tempo, sempre presentes em nosso dia-a-dia.
Confira abaixo algumas das mensagens mais legais que recebemos desde que inauguramos o BOCADASTRO:

Nome: = Thiago Oliveira
Idade: = 22 Anos
Cidade/Estado: = Blumenau/SC
Acompanho o boca do inferno desde 2005, acredito que não exista nenhum site na internet com o excelente trabalho que vejo aqui. Ponta forte é as curiosidade dos filmes que depois de ler fui perceber. Quero dizer que de tudo que ja foi publicado, os melhores artigos são sempre sobre o JASON. Todo sucesso para continuar escrevendo e informando nossas cabeças sem que elas caiam.
________________________________________________________
Nome: = Marciano G. Bosi
Idade: = 31
Cidade/Estado: = Colatina/ES
Sou um apreciador do gênero desde criança. O Boca do Infermo trouxe uma gama gigante de informações que ainda não conhecia. Só tenho a agradecer muito o trabalho de vocês. Parabéns! E muito obrigado.
________________________________________________________
Nome: = Rodrigo Gomes Lacerda da Silva
Idade: = 22
Cidade/Estado: = Palmas-To
Vocês do boca do inferno estão de parabéns por elaborar um site dedicado aos filmes de terror. Sempre que eu entro na net a primeira coisa que acesso é o Boca do Inferno para saber as novidades em filmes de terror. Continuem assim.
________________________________________________________
Nome: = Christopher Botelho
Idade: = 21
Cidade/Estado: = Maceió - Alagoas
Que esse site tem informação que eu sempre procurei, e que com a ajuda dele irei conseguir aumentar meu acervo de filmes de terror. MUITO BOM ESSE SITE! PARABENS A EQUIPE QUE CONSTRUIU E MANTEM ESSE SITE DE PÉ!
________________________________________________________
Nome: = Nicolas Bulla Santos
Cidade/Estado: = Nilópolis / Rio de Janeiro
Adoro o Boca. Desde 2006 visito o site e só tenho de dar os parabéns a vocês por acreditarem no terror, apesar de estar muito difícil ultimamente...
________________________________________________________
Nome: = Liane
Idade: = 30
Cidade/Estado: = Poa/RS
"Quer dizer alguma coisa?" Sim! Amo esse site! =D O Boca do Inferno é o melhor site sobre terror que já vi! Parabéns!!! =D
________________________________________________________
Nome: = Rodrigo Miguel
Idade: = 25
Cidade/Estado: = São Paulo/SP
Parabéns pelo site, ele é meu guia de filmes de terror.
________________________________________________________
Nome: = Alexandre Bezzi
Idade: = 31
Cidade/Estado: = São Paulo/SP
Muito bom o site, esses dias, finalmente assisti ao documentário Going To Pieces e tinha muitos filmes que não me recordava, grata surpresa que encontrei todos aqui.É um deleite para os fãs de slasher, gore e outros gêneros. Parabéns.
Agradecemos a todos os infernautas que nos prestigiam com suas visitas e ainda arrumam um jeito de mandar um e-mail cheio de elogios! Obrigado mesmo!

Além da continuação da entrevista com Adrienne King, por Filipe Falcão, esta semana os infernautas poderão conferir uma bela reformulação no artigo "Sexta-Feira 13", de Felipe M.Guerra, e um interessante texto de Gabriel Paixão para o light "A Morte Convida para Dançar", de 2008, que está sendo lançado num DVD caprichado.

Também teremos críticas para "Espelhos do Medo", que estrearam hoje, além de novidades sobre diversos filmes.

Se tudo der certo, a atualização ficará pronta ainda hoje. Caso contrário, no sábado, por volta do meio-dia, estará no ar.



Para uma série como "Supernatural" ser levada a sério, é comum os roteiristas buscarem histórias que possam se aproximar da realidade do espectador ou dos personagens principais. É o mesmo que acontece com um professor em sala de aula, quando precisa apresentar usos práticos de seus ensinamentos com a intenção de atrair a atenção dos alunos. No caso das séries fantásticas, os autores fazem uso de metáforas - no caso, por meio de criaturas sobrenaturais - para "ensinar" ao público e aos personagens alguma coisa que será útil mais tarde. Em "Buffy" mesmo, quando percebemos que aqueles monstros nada mais são do que representações dos estágios mais comuns da passagem da adolescência para a vida adulta.


No episódio "Metamorphosis", de "Supernatural", exibido dia 9 de outubro, temos um exemplo bem claro desse uso. Continuando exatamente onde o anterior terminou, Castiel havia pedido para Dean Winchester seguir Sam e o alertou de uma possibilidade de impedir que o irmão continuasse agindo do modo como está - ou Deus mesmo faria o trabalho por ele (sentiu a responsabilidade?). Com o tom de uma novela global, acompanhamos o momento dramático em que Dean descobre que Sam aprendeu a utilizar um poder de exorcizar os demônio sem tocá-los. A vantagem dessa técnica é a possibilidade de salvar a vítima, já que poucos sobreviviam ao processo de leitura de palavras em latim. Apesar de, não oficialmente, concordar com a atitude de Sam, Dean acaba tendo que pedir que o irmão pare de fazer isso, pois estaria agindo contra as vontades divinas. Todo esse processo de transformação de Sam é metaforizado pela presença de um poderoso demônio chamado "Ruguru", uma criatura voraz que se esconde no interior do hospedeiro até que a vítima se alimente de carne humana pela primeira vez - como acontece com as lendas de vampiros e a necessidade de sua primeira "refeição").

A doença é passada de geração para geração e tem os primeiros sintomas demonstrados através de uma fome voraz. Um homem comum chamado Jack Montgomery (Dameon Clarke, que estará na próxima temporada de "24 Horas"), bem casado, e feliz, passa a sentir um desejo doente de se alimentar, primeiramente com carne mal passada, depois, sentindo-se atraído pelo sangue humano, o da sua esposa Michelle (Joanne Kelly), de preferência. O caçador que os convocou, Travis (Ron Lea, em sua única participação no seriado), deixa claro que a única forma de agir seria queimando a vítima antes que ele se transforme na poderosa criatura, mas enfrenta o dilema de Sam, que acredita que a pessoa tendo consciência de seus atos não se influenciaria pela sua natureza ainda que a tentação seja grande. Notou a metáfora? Em ambos os casos, fica claro que um processo de metamorfose está prestes a acontecer (com Sam e seu sangue demoníaco; com o homem e a criatura prestes a despertar), e Dean terá uma terrível batalha pela frente, mesmo Sam acreditando ser capaz de dominar seus poderes.

A temporada até o momento está brilhante. Todos os episódios estão mantendo uma relação direta com a mitologia da série e da temporada (diferente do que aconteceu nas duas primeiras). O lado negativo fica por conta da ausência do humor característico de Dean - mas, é justificado pelo peso dramático do episódio - e de uma trilha sonora mais rock´n roll.
A descoberta de que Ruby está ajudando Sam também não fez muita diferença, até o momento. A intenção era realmente preparar os personagens para o fim trágico que parece inevitável.
A Bíblia fala a respeito do confronto entre irmão por diversas vezes. Fica aqui uma mensagem mais apropriada: “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo” (Efésios 4:26-27).

Nailing Your Wife

James Gunn é um roteirista e diretor extremamente versátil. Filmes de diversos gêneros já passaram nas mãos dessa americano de 38 anos de idade, que começou trabalhando com a "Troma", com o cult "Tromeu and Juliet". Ele roteirizou "Scooby Doo" e sua sequência, e também o ótimo remake "Madrugada dos Mortos".

No entanto, considero como sua principal obra o excelente "Seres Rastejantes", com direção e roteiro de sua autoria. Um filme que mistura gêneros, com efeitos incríveis, e diversas homenagens aos clássicos da ficção científica.

Na série "PG PORN" (para pessoas que amam tudo nos filmes pornôs, exceto o sexo), ele comandou três episódios. Abaixo segue uma pérola chamada "Nailing Your Wife", protagonizada pelo carismático ator Nathan Fillion (que fez também "Seres Rastejantes", mas teve um ótimo destaque em "Buffy" e "Firefly") e a bela atriz pornô, Aria Giovanni. Confira abaixo a cena e divirta-se:




Na atualização desta semana - que espero que fique pronta também na sexta-feira -, teremos um artigo de Gabriel Paixão sobre o slasher-sátira "The Cottage", lançado em DVD no Brasil como "A Cabana Macabra". Aliás, trata-se de uma produção bem divertida no estilo "vilões se tornam heróis quando descobrem um mal maior" (como "Um Drink no Inferno", por exemplo), com um elenco conhecido no gênero e muito, muito sangue.

Mas, a surpresa da semana fica por conta da primeira parte da entrevista que Filipe Falcão realizou com a atriz Adrienne King, a sobrevivente do primeiro "Sexta-Feira 13". Teremos também uma atualização (a primeira parte pelo menos) do dossiê dessa extensa e sempre cultuada série.


Sua visita será sempre bem-vinda...

Com a extinção de series como "Buffy – A Caça-Vampiros", "Angel" e, principalmente, "Arquivo X", diversas outras produções surgiram para matar a sede do público fã de histórias com temas sobrenaturais. A maioria teve vida curta, com uma temporada no máximo, deixando sempre uma legião de fãs interessados em novas empreitadas de seus personagens favoritos. As demais eram sérias demais para um público adolescente, que queria ver o sangue escorrendo pelos botões da televisão e ao mesmo tempo rir e se emocionar com os heróis. Surgiram séries como "Ghost Whisperer" (a jovem que conversa com os mortos), "Blade" (baseado no personagem dos filmes e quadrinhos, com vampiros e demônios), as ótimas "Dexter" (com bastante humor, mas muito "cabeça" para o público jovem) e "Lost" (mistérios e conspirações numa ilha fantástica) e muitas outras.


Em 13 de setembro de 2005, estreou no canal "Warner" a série de terror "Supernatural", bebendo na fonte das principais produções do gênero, homenageando lendas urbanas e clássicos do cinema e da literatura. Protagonizada pelos irmãos Sam e Dean Winchester (Jared Padalecki e Jensen Ackles), a produção trazia toda semana um novo vilão sendo caçado e morto pelos jovens galãs - a aposta dos realizadores era conquistar o público feminino (com os atores) e o masculino (com os monstros e o terror).

No canal aberto SBT, a série viria a ser exibida bastante tempo depois, sempre mutilada e mal dublada, e ainda com as constantes trocas de horários. No entanto, foi a partir do canal do Silvio Santos que comecei a acompanhar as aventuras dos jovens irmãos. Como fã da série "Buffy", não gostei do que vi a princípio. Apesar dos bons efeitos especiais e da trilha sonora sensacional, a série possuia a velha fórmula da imortalidade dos protagonistas, diante de um mal novo a cada semana. Parecia um "Scooby Doo" em carne-e-osso, mas sem o cachorro atrapalhado e o furgão "Mistery Machine".

Quando passei a acompanhar pela "Warner" e a série começou a apresentar sua mitologia, tendo como foco o demônio dos olhos amarelhos, Azazel, fui aos poucos me interessando pelos episódios, buscando mais informações que pudessem elucidar o assassinato da mãe dos Winchester.Para quem não conhece, segue um breve resumo (com alguns spoilers, é bom avisar): Sam e Dean Winchester se reencontram depois de um tempo afastados, quando a namorada de Sam morre do mesmo modo que sua mãe morreu: queimada e pregada no teto do quarto. Ambos saem em busca do pai, John Winchester (Jeffrey Dean Morgan) conhecido caçador de criaturas do mal, seguindo suas pistas com a ajuda do também caçador Bobby Singer (Jim Beaver) e enfrentando os monstros que encontram em sua jornada. Quando encontram o pai, também encontram o demônio Azazel e estabelecem o primeiro e surpreendente confronto. Na segunda temporada, a busca pelo demônio continua. Os heróis percebem que o demônio pretende abrir as portas do inferno e tem planos para o irmão mais novo Sam - algo relacionado a uma batalha que virá e os poderes que aos poucos surgirão. Azazel é morto por Dean, mas os portões do inferno ficaram abertos por muito tempo, permitindo a fuga de muitas criaturas. Além disso, Sam acabou sendo violentamente assassinado no final da segunda temporada, obrigando Dean a vender sua alma para trazê-lo de volta.

Na terceira temporada, o objetivo maior dos irmão é encontrar um meio de salvar a alma de Dean, antes que os Cães do Inferno a levem. Assim, novos personagens surgem para ajudar e atrapalhar a dupla: a demônio Ruby (Katie Cassidy na terceira temporada, e Genevieve Cortese, na quarta), que está interessada em Sam devido aos seus poderes ainda não totalmente revelados; e a ladra Bela Talbot (Lauren Cohan, ótima referência a "Larry Talbot"), que rouba artefatos (como a arma "Colt", arma desenvolvida por Samuel Colt, em 1835, que possui treze balas e é a única capaz de matar certos demônios como Azazel) e sempre atrapalha os irmãos. Enquanto lutam para resgatar a alma de Dean - que pertence ao demônio-mirim Lilith -, os irmãos continuam seus confrontos com criaturas do mal, por toda a terceira temporada. Todos falham, Dean é morto e levado ao Inferno.

Na quarta temporada, Dean é resgatado do inferno por um "anjo" chamado Castiel (Misha Collins), seguindo ordens de Deus, que tem planos para ele no futuro. Segundo o "anjo", Lilith pretende libertar Lúcifer, quebrando os 66 selos, e dando início ao Apocalipse. O primeiro episódio foi centrado no reencontro de Dean e Sam, e a tentativa de descobrir que estaria por trás de seu retorno. Um episódio bem interessante, porque manteve o bom humor da série e colocou em dúvida as crenças de Dean em Deus - e o público ainda se surpreendeu com o retorno de Ruby no corpo de uma outra garota e a revelação dos novos poderes de Sam para matar demônios. O segundo episódio trouxe de volta vários personagens secundários mortos nas temporadas anteriores, vingando-se violentamente dos caçadores que não conseguiram salvá-los. De acordo com o anjo Castiel, trata-se da abertura dos selos que trarão Lúcifer de volta.

Quando imagina-se que a série vai cair de produção, surge um novo e belíssimo episódio: "Supernatural 4x03 - In the Beginning" - tendo a primeira parte exibida na última semana.Sam acorda no meio da noite e foge com Ruby para cumprir alguma missão secreta. Enquanto isso, Dean recebe mais uma vez a visita do anjo que pretende impedir que algo aconteça. Para isso, transporta Dean para o passado, em 1973, quando seus pais ainda namoravam. Nessa época, ficamos sabendo como John Winchester teve acesso ao Chevrolet Impala, 1967 - o pai pretendia comprar uma Van, mas foi convencido pelo próprio Dean a adquirir o novo veículo -, e a profissão de caçadores dos avós dos Winchester (tendo a mãe dos jovens como uma caçadora infeliz).

A volta ao passado traz o primeiro encontro com o demônio dos olhos amarelos, e Dean realmente acredita que sua missão é acabar com ele, mesmo sabendo que tal atitude poderia impedir que os irmãos sejam caçadores no futuro.

Apesar de todos os indícios apontarem para uma batalha entre Sam e Dean, acredito que o vilão mor da temporada seja o anjo Castiel. Quem garante que ele não é o próprio Lúcifer ainda impedido de usar seus poderes? E se Lilith e até mesmo o falecido Azazel não viam Lúcifer como um inimigo comum e queriam impedir seu retorno (esse poderia ser o interesse de Azazel em Sam, não?), enquanto Castiel apelaria para os esforços de Dean para poder se libertar?

De todo modo, "Supernatural" está de volta e com força total! Vamos ver o que o destino reserva para os jovens caçadores na próxima aventura....

Simon says....

Recebemos muitos e-mails diariamente, tantos que nem conseguimos dar conta de responder a todos. Mas, aos poucos, vamos colocar a casa em ordem.

Algumas dúvidas recentes:

Nome = Pedro
Cidade/Estado = osvaldo cruz - são paulo
Comentário = eu acompanho o site de vocês ha muito tempo, e eu tenho uma duvida , eu naum consigo postar comentários, come eu devo fazer?

Mestre Infernauta: Estamos com mais de 3000 comentários de filmes acumulados. Nenhum será descartado, pode ter certeza. Como ainda não fizemos um espaço com comentários automáticos nas páginas de filmes, pedimos um pouquinho de paciência.

Em breve, usaremos uma semana inteira para essa atualização.

Nome = Daniel Hofmann
Cidade/Estado = São Leopoldo RS
Comentário = Gostaria de saber mais sobre a segunda temporada de MASTERS OF HORROR, encontrei as sinopses da primeira em seu site mas não as da segunda, sei que são 13 episódios.

Mestre Infernauta: Nosso amigo Antonio R. Filho estava analisando cada produção da série, mas parece que foi acometido de uma preguiça monstruosa...hehehe. De todo modo, vou atualizar as sinopses, enquanto aguardamos a boa vontade do editor da comunidade "Trash, Gore e Terror em Geral" para terminar o serviço que começou.

Nome = Ricardo
Cidade/Estado = Curitiba/PR
Comentário = Sou fã de filmes de terror, inclusive estou com uma pequena coleção de DVDs... Tb gosto dos clássicos, antigões... Bom, gstaria de saber se eu posso ajudar no site com sinopses de filmes e outros.. Um abraço. Ah o site eh mto show.


Mestre Infernauta: Toda ajuda é sempre bem-vinda. O "Boca do Inferno" se diferencia dos demais sites do gênero por deixar claro que ele pode ser feito pelo público que o prestigia, através de contos, comentários, e até críticas de filmes - desde que siga o "padrão infernauta de qualidade" (hehehe). Em breve, aumentaremos o catálogo, com uma semana dedicada somente a ele.
Mandem suas colaborações....


Em breve, respondo mais...



Pinhead: No tears, please. It's a waste of good suffering.





Com a atualização desta semana - que, se tudo der certo, deve ficar pronta mesmo na sexta-feira -, encerraremos o nosso dossiê Hellraiser, com artigos a respeito de todas as produções da série.


Filipe Falcão encerrará em grande estilo a série de artigos, iniciada por Renato Rosatti, com uma análise sobre o sexto filme, "Hellraiser - O Caçador do Inferno". Mantendo a pauta, teremos também atualizações nas biografias de Ashley Laurence (Kirsty Cotton) e Doug Bradley (que interpreta o principal vilão).


Também teremos uma análise do filme "Presença do Mal", da série "Peliculas para no Dormir", por João Pires Neto...


É, realmente...o Boca do Inferno é uma caixinha de surpresas...



Carol Anne: They're here.
Diane: Well, who did you mean?
Carol Anne: The TV People.


Dentre todos as oportunidades de divulgação do nosso site, a maior delas, com certeza, foi realizada pelo canal "TV Cultura", através do programa "Vitrine". Dia 16 de setembro, a equipe de jornalismo do programa, liderada pelo simpático Rodrigo Rodrigues, foi ao nosso encontro, num endereço próximo à Avenida Paulista para a realização de uma reportagem com o site "Boca do Inferno". Queriam também aproveitar para divulgar a nossa HQ em seu segundo número, e também tomar um cafezinho comigo e com um dos grandes colaboradores do site, João Pires Neto.


O encontro durou aproximadamente uma hora. Falamos sobre tudo, desde Zé do Caixão, até mesmo o filme "O Nevoeiro" ainda em cartaz em São Paulo. As dificuldades em manter o site com a mesma qualidade, os custos com a produção de uma página independente, o contato com os infernautas..também foram abordados durante a matéria. Descobrimos que o câmera morria de medo de filme de terror e aproveitamos para causar um certo terror psicológico, aproveitando o ambiente estético. Foi divertido. Em outras oportunidades aqui no Blog, divulgarei as outras "aparições" do site na mídia, as entrevistas sempre divertidas, as amizades que fazemos a cada encontro.

Clique aqui para conferir a reportagem.




Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial